Notícias Detalhes

Publicado em 21/11/2014

Cartórios de Registro Civil do Paraná são premiados no Prêmio de Qualidade Total Anoreg 2014

1º RCPN e 5º TN de Maringá é único cartório do interior do PR a ser premiado em 2014.

Fonte: IRPEN

Na última segunda-feira (17.11), dois cartórios extrajudiciais do Paraná receberam o  Prêmio de Qualidade Total Anoreg 2014 (PQTA) durante o XVI Congresso Brasileiro de Direito Notarial e de Registro. A celebração, ocorrida na cidade de Gramado (Rio Grande do Sul), premiou as serventias de  Portão da Comarca de Curitiba e Registro Civil de Maringá, com respectivamente os prêmios Diamante e Ouro.

Nesse ano, 82 serventias de Registro Civil, Notas e Protesto participaram do evento, que tem como objetivo incentivar os cartórios a investirem em gestão organizacional e  prestação de serviços aos usuários. A celebração, dividida entre os prêmios Diamante, Ouro, Prata e Broze, também pretende fortalecer a credibilidade dos cartórios junto à sociedade. 

 A serventia da comarca de Portão de Curitiba foi uma das participantes do evento e pela terceira vez consecutiva obteve a categoria máxima na premiação. Segundo a Oficiala Caroline Sarraf Ferri, nos últimos anos, o cartório incentivou os serviços de atendimento ao cliente. “Desde a minha assunção, em 2009, atuamos com práticas da gestão da qualidade, cujo foco consiste na melhoria contínua do clima organizacional, qualificação do quadro funcional e foco irrestrito no usuário, de forma que possamos prestar um serviço público seguro, eficiente e cortês”, explicou.

Entre as práticas realizadas no cartório, a Oficiala destacou a pesquisa de satisfação ao cliente. “ É um dos instrumentos importantes que utilizamos para mapear diversos indicadores de diretrizes de gestão. Ademais, possuímos um programa vasto anual de eventos e projetos, os quais constam no blog do serviço:  www.blogdocartoriodoportao.com.br”, disse.

O outro vencedor da premiação, o cartório de Registro Civil de Maringá, participou do PQTA pela primeira vez e obteve o prêmio Ouro. Segundo a Oficiala Cintia Scheid , o cartório está investindo em vários setores diferentes. “Desde que assumi o cartório, em 2009,  trabalhamos, internamente, focados na qualidade e na gestão, a fim de atender com agilidade, sem esquecer da segurança e eficácia dos nossos atos. Externamente, sempre buscamos estreitar com a comunidade o contato com a serventia, com ações como palestras e apoio a campanhas sociais e atitudes com responsabilidade ambiental”, salientou a Oficiala.

O cartório de Maringá também organizou um plano de metas para atender os objetivos. “Em 2014, além de sistematizar várias ações que vinham sendo feitas neste sentido, mapeamos todos os nossos processos, implementamos um sistema de gestão mais apurado e contamos com consultoria especializada em gestão para esse trabalho. Com isso, ganhamos aumento na eficiência desses processos e redução de custos, e também uma melhoria na qualidade dos serviços prestados”, disse.

A Oficiala Cintia também destaca a credibilidade da premiação.  “ Para nós e nossos colaboradores, o PQTA confirma o acerto na opção por procedimentos de qualidade e integração com a comunidade adotados pelo cartório. Contudo, penso que o mais importante é o reflexo para a categoria, pois demonstra para o público usuário dos serviços de notas e registros que buscamos excelência, o que aumenta a credibilidade dos serviços notariais e de registro perante a comunidade”, disse.  “Além disso, serve como motivador para a nossa equipe continuar o processo de melhoria, fortalecendo a consciência que trabalho realizado com qualidade é um caminho sempre a ser seguido”, completa. 

A titular também ressaltou que recentemente o cartório de Maringá recebeu três certificações de fornecedor consciente pelo Instituto de Desenvolvimento do Fornecedor do Rio Grande do Sul (IDF-RS) e ganhou o  prêmio na categoria cultural pelo projeto CartoAula, onde obteve votação expressiva. “ O CartoAula é uma ação que visa divulgar noções de cidadania e do funcionamento do Registro Civil para alunos de ensino fundamental e médio e também graduação de Maringá, Paraná”, explicou Cintia.

 “Os alunos têm a chance de tirar dúvidas sobre os tipos de registros, modelos de certidões, os diversos livros que guardam a história das pessoas da cidade e também aprender mais sobre a evolução do cartório ao longo das últimas décadas”, completou a Oficiala.

 

Notícia completa em: http://www.irpen.org.br/noticia.php?not=1924